[ editar artigo]

Aderência ao EAD por região

Aderência ao EAD por região

 

Conforme as tecnologias de comunicação e transporte foram evoluindo ao longo da história da humanidade, encurtando as distâncias e aproximando as pessoas, a educação à distância foi se configurando como possibilidade. Mais recentemente, na últimas décadas, tornou-se realidade — inicialmente via correio e televisão, e transformando-se no formato digital a partir da internet.

No entanto, aquilo que era tendência cada vez mais forte tornou-se necessidade de sobrevivência — devido às medidas restritivas recomendadas pela OMS, mais pessoas têm buscado na tecnologia novas maneiras de adquirir conhecimento e se aprimorar profissionalmente.

✅ O mercado de EAD, que conquistou espaço nos últimos anos, superaqueceu durante o isolamento social, e, até 2023, essa modalidade terá mais alunos matriculados que a presencial.


Entre março e abril de 2020, houve um aumento de 68% nas matrículas, com a região Sudeste encabeçando a aderência com 43%, seguida pelo Sul, Nordeste, Centro-Oeste e Norte, com 23%, 18%, 11% e 5% respectivamente.

De acordo com pesquisa da EdTech, 40% dos brasileiros pretendem realizar algum curso online.

‼️ E você? Que cursos online já fez durante a quarentena ou quais pretende fazer online no pós-pandemia? Conta pra gente aqui 😉

Futuro dos Negócios
Ler conteúdo completo
Indicados para você