[ editar artigo]

Ensinando Inteligência Artificial

Ensinando Inteligência Artificial

É interessante entender sobre a importância da Inteligência Artificial (IA) para o Futuro dos Negócios, sobre como as máquinas aprendem e qual o nosso papel ao ensinar as máquinas com dados e algoritmos que geram modelos. Modelos que serão utilizados nas aplicações para resolver os problemas do quotidiano das pessoas e das organizações. Mas nesse artigo quero apresentar uma abordagem diferente, sobre como ensinar nossos jovens e até mesmo as crianças sobre a IA e aprendizagem de máquina.

Ao preparar um material introdutório para uma disciplina de "Fundamentos de Inteligência Artificial", para o curso "MASTER em Gestão de Mídias Digitais, BI e Inteligência Artificial" da ESPM, me deparei com um artigo muito interessante da Forbes "How To Teach Artificial Intelligence", cujo conteúdo, acredito eu, pode ser interessante para você, bem como para pais e professores, que se interessam por esse tema que considero tão importante para o Futuro dos Negócios e da sociedade.

O artigo responde a questão de Como Ensinar IA, dizendo: Reconhecendo a IA. Em seguida ele aponta AI4K12 como uma iniciativa dos principais cientistas da computação que identificaram cinco grandes ideias que todo estudante deveria saber sobre IA, a saber:

1. PERCEPÇÃO - Os computadores percebem o mundo usando sensores.

Exemplos incluem reconhecimento de fala e visão computacional; questões emergentes incluem a natureza da inteligência e as limitações da percepção humana e do computador.

2. REPRESENTAÇÃO e RACIOCÍNIO - Os agentes mantêm representações do mundo e as usam para raciocinar.

Exemplos incluem tipos de algoritmos, o trabalho que eles fazem e suas limitações.

3. APRENDIZAGEM - Os computadores podem aprender com os dados. Os exemplos incluem tipos de aprendizado de máquina, mas há preocupações sobre questões como viés nos dados de treinamento.

4. INTERAÇÃO NATURAL - Agentes inteligentes requerem muitos tipos de conhecimento para interagir naturalmente com humanos.

Exemplos incluem interagir com assistentes digitais, chatbots e robôs. Questões emergentes envolvem a natureza da consciência e as limitações da interação da IA.

5. IMPACTO SOCIAL - Os aplicativos de IA podem impactar a sociedade de maneira positiva e negativa. Questões emergentes incluem o uso, justiça e transparência.

Podemos ver estes pontos resumidos no infográfico que segue:

Além desses pontos, o artigo da Forbes, sugere diversas referências para quem quer aprender a ensinar sobre IA, como por exemplo: o  Experimentos AI da Google, o curriculum do MIT para o ensino médio sobre IA com Ética, o trabalho de uma escola regional de Pitsburg sobre o tema www.ReadyAI.org conforme o vídeo que segue, onde mais de 100 alunos fizeram suas apresentações, e diversos outros exemplos do que as escolas estão fazendo.

Mas o que mais me chamou a atenção foi o trabalho da CODE.org  para o ensino de crianças com o AI for Oceans que com uma aplicação interativa ensina sobre aprendizado de máquina e uso ético da inteligência artificial para contribuir com a limpeza dos oceanos.

Tomei meu papel de criança aprendiz e fiz o exercício como como tal, onde ao final recebi o certificado abaixo. Recomendo a quem tem filhos em idade escolar que faça o mesmo, pois trata-se de aprender brincando.

Veja também outros recursos educacionais de IA para o ensino de crianças que facilitam a aprendizagem até mesmo de adultos :)

Acredito que o futuro de nosso país e nossos negócios esteja na educação apropriada de crianças, jovens e adultos maduros, pois nesse século aprender é um ato continuo para toda a vida (long life learning). E você o que me diz, deixe sua opinião nos comentários.

Abraço, @neigrando

Referências:

Outros artigos sobre o uso da Inteligência Artificial para os Negócios

 

 

 

 

 

Futuro dos Negócios
Nei Grando
Nei Grando Seguir

Com um olhar no futuro, sou apaixonado por tecnologia e entusiasta de negócios. Mentor, palestrante, consultor, ... Tive duas empresas de TI, sou mestre em ciências (FEA-USP) com MBA (FGV), organizador e autor do livro Empreendedorismo Inovador.

Ler conteúdo completo
Indicados para você