[ editar artigo]

Inovação e cotidiano

Inovação e cotidiano

Para quem é importante aprender sobre inovação? Muito tem se falado sobre  a importância da inovação para empreendedores e organizações e da adoção de suas metodologias  por profissionais, em especial da área de tecnologia de informação, que está cada vez mais em alta e onde se lida com um grande e contínuo volume de dados de alta complexidade na formulação de novos produtos e serviços digitais. Mas, pensando apenas a partir do campo da transformação digital, não seria interessante também para o usuário comum da internet aprender sobre inovação, já que a todo tempo é afetado pelas constantes inovações do ambiente digital ? E  quando falamos de inovação, será que partimos todos do mesmo entendimento? 

Levada por essas questões me inscrevi no curso "10 Segredos da Inovação e Criatividade" da Martha Gabriel. Foram vários aprendizados e muitas novas questões que o curso me possibilitou (curso bom é assim, né?) . Mas em vez de enumerar os 10 segredos apresentados no curso, apresento meus 8 aprendizados "favoritos", dentro do universo das questões que me levaram ao curso:

  1. Inovar é muito mais do que inventar: é você ir melhorando as coisas aos poucos. Inovar é agregar valor.
  2. Com certeza não partimos todos do mesmo entendimento de inovação mas não por isso esse processo deixa de acontecer a nossa volta ou nos afetar em algum momento.
  3. Inovação não é só produto e tecnologia e vai muito além da transformação digital. Desenvolver serviços e processos (quem faz o que e como) também é inovação.
  4. Criatividade é um elemento importante no processo de inovação mas inovação e criatividade são coisas diferentes. 
  5. Inovação requer metodologia.
  6. Método é diferente de receita. Na receita, independente do contexto, utilizamos os mesmos ingredientes e forma de fazer para se chegar a um resultado igual, no método é desenvolvida uma forma de fazer algo para revelar a solução dentro do contexto que você estiver.
  7.  Inovação não é um departamento nem pode ser uma pessoa: inovação é cultura.
  8. Inovação sistêmica depende de liderança.

Voltando a questão da transformação digital, o fato é que não damos conta de acompanhar todos os processos de inovação que ela envolve, usuário comum ou profissionais de TI, mas acredito que faz toda a diferença na experiência (individual e coletiva) conhecer minimamente seus processos, vide o impacto de fenômenos como "filtro bolha", fake news e deepfake.  Embora a inovação esteja em alta, nem tudo precisa de inovação: a essência da inovação deve ser agregar valor. Acredito ser importante também um entendimento de inovação para que esse não se confunda com novidade. 

 

 

 

 

 

 

 

Futuro dos Negócios
Ler conteúdo completo
Indicados para você