[ editar artigo]

Mundo Corporativo: Martha Gabriel fala do impacto da inteligência artificial no seu emprego

Mundo Corporativo: Martha Gabriel fala do impacto da inteligência artificial no seu emprego

 

"Se você não quer ser substituído por um robô, não seja um robô.”
— Martha Gabriel

A medida que as máquinas foram realizando trabalhos que antes eram feitos pelos seres humanos — e vimos que elas faziam melhor do que nós — , tivemos a oportunidade de progredir intelectualmente, buscar novos conhecimentos e desenvolvermos melhores estratégias. Isso é histórico, não começou agora. A grande mudança que assistimos com a evolução da inteligência artificial é a velocidade com que ocorre. Hoje, o crescimento é exponencial e exige dos profissionais constante transformação, educação permanente e saber lidar com os “seres digitais” — expressão usada por Martha Gabriel, professora de inteligência artificial, entrevistada pelo jornalista Mílton Jung, no programa Mundo Corporativo, da CBN.

Autora do livro “Você, eu e os robôs — pequeno manual do mundo digital” (editora Atlas) , Martha Gabriel insiste na ideia de que em vez de repudiarmos a tecnologia, saibamos usá-la em nosso favor: “o ser humano mediano é empoderado pela tecnologia; ele é melhor do que o melhor cara naquele assunto específico sem tecnologia”. Ela alerta para a necessidade da criação de políticas públicas que ajudem as pessoas a se integrarem rapidamente na sociedade digital, pois a defasagem no conhecimento vai se transformar em uma questão econômica e social.

“Se você quer fazer diferença na era digital, aprenda a perguntar. Quanto mais você perguntar mais respostas vem, mais você tem pensamento crítico.”
— sugere Martha Gabriel.

Assista a entrevista completa:

 

Futuro dos Negócios
Ler matéria completa
Indicados para você