[ editar artigo]

4 Insights Sobre o Futuro do Trabalho - World Economic Forum

4 Insights Sobre o Futuro do Trabalho - World Economic Forum

Em outubro de 2020, o World Economic Forum publicou os resultados de um survey realizado com diversas empresa mapeando os impactos da pandemia e as tendências do futuro do trabalho nos próximos 5 anos. O relatório tem um espectro muito interessante de perguntas e análises, e confirma algumas tendências que já tem mostrado sinais muito fortes mesmo antes da crise. Abaixo descrevo 4 insights que julgo interessante compartilhar:

Como a Transformação Digital Impactou as Empresas na Pandemia

De alguma forma todos nós percebemos como as empresas transformaram o ambiente de trabalho durante a pandemia. O interessante desse survey é perceber que os itens mais citados já eram praticados por empresas de tecnologia, e que poderiam ter sido adotados pela maioria há muito tempo atrás. Os programas de upskilling/reskilling também foram muito citados, o que deve se consolidar como tendência e ajudar na transformação de cultura das corporações. A boa notícia é que poucas buscaram reduzir a força de trabalho. A mensagem importante que fica, é que daqui em diante as empresas e as pessoas não podem se acomodar e esperar a próxima crise. A transformação digital é apenas o primeiro passo na jornada de transformação do negócio.

Figura 5. Fonte: Future of Jobs Survey 2020, World Economic Forum.

Tecnologias Prioritárias que Devem ser Adotadas até 2025

As tecnologias de Cloud, Big Data e IoT foram as mais citadas, e faz todo sentido, já que as empresas buscaram como resposta à crise o trabalho remoto e automatização de processos. Mas o que mais chama atenção é como a busca por tecnologias de criptografia e segurança cibernética saltaram de 2018 para 2020. Talvez porque boa parte das empresas relutavam em adotar a digitalização e o trabalho remoto (e consequentemente mover dados para a nuvem) por questões de segurança cibernética. Isso é uma ótima notícia para os provedores de soluções de Cloud, Big Data e IoT e profissionais especialistas nesta área. Esses mercados devem passar por uma aceleração exponencial de maturidade nos próximos 5 anos. Está buscando se re-capacitar em tecnologia? Observe as tendências.

 Figura 18. Fonte: Future of Jobs Survey 2020, World Economic Forum.

Posições de Trabalho que Declinam e que Emergem

Seguindo as tendências das novas tecnologias, obviamente as posições de trabalhos relacionadas a adoção destas tecnologias devem ter demanda crescente. Podemos perceber que boa parte das funções de demanda crescente estão relacionadas a manipulação de grandes quantidades de dados, o que revela uma tendência importante: empresas que querem continuar relevantes precisam desenvolver uma estratégia de inteligência sobre dados, para fortalecer ou até criar novos modelos de negócios. Porém o mais interessante é que boa parte das funções em declínio também são relacionadas a dados, mas desta vez são posições predominantemente de coleta, entrada e análise simples de dados, que estão sendo automatizadas pelas soluções de Big Data e Data Science. Mais um clara indicação de onde deve se concentrar a criação de empregos nos próximos anos. 

Figura 22. Fonte: Future of Jobs Survey 2020, World Economic Forum.

Principais Barreiras na Adoção de Novas Tecnologias.

O planejamento estratégico das empresas está cada vez mais volátil, e o tema "novas tecnologias" é um dos pivôs dessa volatilidade, com o avanço exponencial da maturidade das tecnologias emergentes, fica cada vez mais difícil decidir como e quando investir. Mas a partir do momento em que decidem investir, existem algumas barreiras importantes que variam entre falta de visão da oportunidade, falta de capital, falta de interesse da liderança, falta de flexibilidade regulatória ou a que mais parece impactar a maioria das empresas: falta de capacitação e gap de talentos no mercado. Realmente este é um desafio global, e cada vez mais as empresas encontrarão dificuldades na busca por talentos com experiência, que estejam prontos para iniciar a adoção das novas tecnologias, temos ai um grande gargalo. Talvez as empresas tenham que aprender a balancear mais os investimentos em capacitação das pessoas, e menos em buscar profissionais que estejam prontos no mercado, afinal nessas tecnologias emergentes é difícil encontrar profissionais com muitos anos de experiência prática. Uma possível solução seria montar times híbridos que tenham membros capazes de transmitir os conhecimentos, e investir no reskilling/upskilling da mão de obra existente, seja dos próprios colaboradores ou de pessoas vindas do mercado com habilidades parecidas, o importante é buscar profissionais que estejam dispostos a desaprender e reaprender. 

Figura 26. Fonte: Future of Jobs Survey 2020, World Economic Forum.

Conclusão

Estas são algumas das conclusões que tirei deste relatório, muitas outras informações interessante estão disponíveis para que você e sua empresa construa uma estratégia de crescimento e principalmente inicie a adaptação da estrutura e da mão de obra para aumentar a resiliência do negócio. Do ponto de vista dos profissionais, observar as tendências, estudar sempre e estar disposto a desconstruir suas convicções são atitudes essenciais para que suas habilidades sejam sempre relevantes. Em um mundo VUCA (Volatility, Uncertainty, Complexity, Ambiguity) quem sobrevive é quem se adapta mais rápido, é por isso que a inovação, as tecnologias exponenciais e as metodologias ágeis são essenciais para acelerar a adaptação de suas habilidades e do seu negócio. E você? Como está se preparando para o mundo VUCA? 

 

Futuro dos Negócios
Daniel Plotrino
Daniel Plotrino Seguir

Meu propósito é ajudar pessoas e instituições na transição para um futuro próspero e sustentável através da inovação e das tecnologias exponenciais.

Ler conteúdo completo
Indicados para você