[ editar artigo]

Coronavírus: Impacto no modelo de vendas B2B

Coronavírus: Impacto no modelo de vendas B2B

 

Um estudo recente da Mckinsey Institute sobre os impactos da pandemia COVID19 no B2B mostra que quase 6 em cada 10 empresas (57%) nos EUA reduziram os seus gastos em marketing.

No entanto, as mudanças no modelo B2B são mais significantes do que um corte no orçamento, e devem durar mais tempo.

Antes da crise, 57% das empresas realizavam vendas por meio de suas equipes de campo, mas desde o início da pandemia, esse número caiu para 20%. Houve também uma queda no uso da equipe de vendas interna, de 50% para 39%. Entretanto, as vendas e interações online aumentaram, subindo de 63% para 73% no suporte web, enquanto a adoção do e-commerce foi de 47% para 50%.

Como resultado, também no B2B, o e-commerce está sendo responsável por uma fatia maior de faturamento — entre as empresas que vendem online, o faturamento no e-commerce subiu de 40% para 52%.



Esses números mostram que, independentemente do tipo de empresa, todas foram afetadas e sofreram aceleração digital devido à crise atual.

Coronavírus, o seu codinome é digital 👊🏻

 

Imagem de abertura: Unsplash

Futuro dos Negócios
Ler conteúdo completo
Indicados para você