[ editar artigo]

Futuro do Trabalho: As profissões emergentes e as em declínio

Futuro do Trabalho: As profissões emergentes e as em declínio

Segundo a Pesquisa Futuro do Emprego 2020 do Fórum Econômico Mundial, os empregadores esperam que até 2025, as funções cada vez mais redundantes caiam de 15,4% da força de trabalho para 9% (queda de 6,4%), e que as profissões emergentes cresçam de 7,8% para 13,5% (crescimento de 5,7%) da base total de colaboradores das empresas respondentes. Com base nesses números, estima-se que em 2025, 85 milhões de empregos podem ser substituídos por uma mudança na divisão de trabalho entre humanos e máquinas, enquanto 97 milhões de novos papéis podem surgir que são mais adaptados à nova divisão de trabalho entre humanos, máquinas e algoritmos, nas 15 indústrias e 26 economias cobertas pelo relatório.

Semelhante à pesquisa de 2018, as posições de liderança na demanda crescente são funções como Analistas e Cientistas de Dados, Especialistas em IA e aprendizado de máquina, Engenheiros de Robótica, Desenvolvedores de Software e Aplicativos, bem como Especialistas em Transformação Digital. No entanto, funções de trabalho como Especialistas em Automação de Processos, Analistas de Segurança da Informação e Especialistas em Internet das Coisas estão surgindo recentemente entre um grupo de funções que estão vendo uma demanda crescente por parte dos empregadores. O surgimento dessas funções reflete a aceleração da automação, bem como o ressurgimento dos riscos de segurança cibernética.

Além disso, um conjunto de funções está surgindo de maneira distinta em setores específicos. Isso inclui Engenheiros de Materiais no setor automotivo, Especialistas em Comércio Eletrônico e Mídia Social no setor de consumo, Engenheiros de Energia Renovável no setor de energia, Engenheiros de FinTech em serviços financeiros, Biólogos e Geneticistas em saúde e cuidados de saúde, bem como Cientistas e Técnicos em Mineração em sensoriamento remoto e metais. A natureza dessas funções reflete a trajetória em direção a áreas de inovação e crescimento em vários setores.

No extremo oposto da escala, os papéis que devem ser cada vez mais redundantes até 2025 permanecem amplamente consistentes com os papéis identificados em 2018 e em uma série de trabalhos de pesquisa sobre a automação de empregos. Estes incluem papéis que estão sendo substituídos pelas novas tecnologias: Escriturários, Secretários Administrativos e Executivos, Escriturários de Contabilidade e Escrituração e Folha de Pagamentos, Contador e Auditores, Montadores e Operários de Fábrica, bem como Gerentes de Serviços Comerciais e Administrativos.

Essa interrupção do trabalho é contrabalançada pela criação de empregos em novos campos, os "empregos de amanhã". Na próxima década, uma parcela não desprezível dos empregos recém-criados será em ocupações totalmente novas, ou ocupações existentes passando por transformações significativas em termos de conteúdo e requisitos de qualificação. O relatório Jobs of Tomorrow do World Economic Forum, criado em parceria com cientistas de dados das empresas parceiras LinkedIn e Coursera, apresentou pela primeira vez uma maneira de medir e acompanhar o surgimento de um conjunto de novos empregos em toda a economia usando o mercado de trabalho com dados em tempo real. Os dados dessa colaboração identificaram 99 empregos com demanda crescente em 20 economias. Esses empregos foram então organizados em grupos profissionais distintos de acordo com sua similaridade de habilidades.

Este conjunto resultante de profissões emergentes reflete a adoção de novas tecnologias e o aumento da demanda por novos produtos e serviços, que estão gerando uma maior demanda por empregos na economia verde, funções na vanguarda da economia de dados e IA, bem como novas funções na engenharia, computação em nuvem e desenvolvimento de produtos. Além disso, as profissões emergentes mostram a importância contínua da interação humana na nova economia por meio de papéis na economia do cuidado; em marketing, vendas e produção de conteúdo; bem como funções em que uma facilidade ou aptidão para compreender e estar confortável trabalhando com diferentes tipos de pessoas de diferentes origens é crítica. A Figura abaixo exibe o conjunto de funções que correspondem a cada cluster profissional, organizado de acordo com a escala de cada oportunidade. Devido a restrições relacionadas à disponibilidade de dados, o cluster Care e Green Jobs não são atualmente cobertos pela análise.

Se gostou, compartilhe. Abraço, @neigrando

 

Futuro dos Negócios
Nei Grando
Nei Grando Seguir

Com um olhar no futuro, sou apaixonado por tecnologia e entusiasta de negócios. Mentor, palestrante, consultor, ... Tive duas empresas de TI, sou mestre em ciências (FEA-USP) com MBA (FGV), organizador e autor do livro Empreendedorismo Inovador.

Ler conteúdo completo
Indicados para você