[ editar artigo]

2013 - We Steal Secrets

2013 - We Steal Secrets

As inúmeras revelações do Wikileaks desde a sua fundação em 2006, foram um awakening mundial sobre o poder que as tecnologias digitais têm em impactar tanto a transparência informacional, quanto a privacidade. Antes das revelações que tornaram o Wikileaks famoso, as pessoas apenas imaginavam possibilidades de monitoramento da informação mundial que, eventualmente, as agências governamentais, jornalistas investigativos ou hackers teriam acesso. Após os vazamentos do Wikileaks, o mundo passou da imaginação para a comprovação, por meio de volumes enormes de documentos que têm se tornado público, levantando discussões acaloradas e pendulares entre transparência informacional, direitos individuais, segredos, privacidade, valores éticos, segurança, entre outros. Vazamentos informacionais ocorrem desde os primórdios dos tempos, mas a vulnerabilidade da informação no ambiente digital potencializa profundamente não apenas o acesso, como, principalmente, a disseminação rápida de grande volumes.

Esse documentário independente cobre várias décadas e inclui um material de apoio considerável para traçar a estória do Wikileaks, de seu fundador, Julian Assange e das pessoas envolvidas na coleção e distribuição de informações e arquivos secretos pelos delatores.

Outros filmes na mesma linha são “O Quinto Poder” (filme, 2013), “Citizen Four”(documentário sobre os leaks Snowden, 2014) e Sknowden (filme, 2016). Ampliando o tema para vigilância e questões de privacidade, existem inúmeras outras obras dialogando com o assunto, como Eagle Eye (filme, 2008) e Duro de Matar 4.0 (filme, 2007).

 

 


 

Conheça todos os filmes/séries digitaisConheça todos os filmes/séries digitais

 

Futuro dos Negócios
Ler matéria completa
Indicados para você