[ editar artigo]

Como o mercado de trabalho será impactado até 2030?

Como o mercado de trabalho será impactado até 2030?

Futuro de empregos, habilidades e salários segundo pesquisa da mckinsey

 

Em 2017, a Mckinsey fez um relatório que avaliava a automação como uma realidade com benefícios empresas e economias no mundo inteiro, mas para alcançarmos um bom potencial, deveria haver união entre tecnologia e pessoas, algo que eu venho falando sempre em meus conteúdos, cursos e palestras.

Fonte: https://www.mckinsey.com/featured-insights/digital-disruption/harnessing-automation-for-a-future-that-works/pt-br 

 

Apesar da imagem acima mostrar que a velocidade do crescimento da produtividade tem potencial muito maior a partir da automação, esse processo deverá demorar um tempo para se concretizar. Em 2017, quando a matéria foi publicada, o cenário era que metade das atividades de trabalho existentes hoje poderia ser automatizada até 2055. É claro que na matéria havia uma questão importante: a possibilidade de que algo pudesse acontecer para acelerar ou atrasar o processo. 

 

E aconteceu. A pandemia devido a covid-19 em 2020 vem trazendo um questionamento em todos os grupos de conversa sobre a indústria (como o grupo meu grupo no telegram) https://materiais.williamfranco.com.br/grupo-do-telegram-industria40 

 

O debate de como isso vai funcionar, na prática, ainda é longo, e eu gostaria da colaboração de vocês. Sabendo que, mundialmente, metade dos empregos podem ser automatizados até 2055, o que teremos é uma ressignificação do trabalho. 

 

Em toda revolução industrial, postos de trabalhos foram criados e outros tantos foram eliminados. Não está sendo diferente na Quarta Revolução Industrial. O que muda é que precisamos estar qualificados e preparados para essa demanda.

O que você está fazendo hoje para de desenvolver com conhecimentos em tecnologia e habilidades socioemocionais?

Futuro dos Negócios
William Franco
William Franco Seguir

Gerente de Engenharia da Indústria na Natura, um dos responsáveis pela Indústria 4.0 nos processos produtivos das fábricas. Especialista em novas tecnologias para a indústria, com mais de 30 palestras é professor da PUC, FGV e IEL.

Ler matéria completa
Indicados para você