[ editar artigo]

Como reduzir o burnout

Como reduzir o burnout

 

SAÚDE MENTAL tem sido um desafio para a humanidade já há algum tempo — o estilo de vida nas últimas décadas, impactado pelas transformações sociais constantes e cada vez mais aceleradas, tem demandado novas formas de atuação, para as quais, muitas vezes não fomos preparados nem na dimensão física, nem na mental. Com a pandemia, essa situação se agravou ainda mais com as restrições e novas condições de vida e trabalho.

🛑 Nesse sentido, um dos impactos que mais têm se intensificado na saúde mental é o BURNOUT — síndrome de desgaste profissional caracterizada por um esgotamento mental, físico e emocional, decorrente de estresse crônico ou insatisfação com o trabalho.

📍 Focando em como minimizar esse processo, uma pesquisa global realizada pela Robert Half no LinkedIn perguntou aos profissionais o que gostariam de experimentar para reduzir o burnout: SEMANA REDUZIDA de 4 dias e TRABALHO FLEXÍVEL.

🔥 Entre os países consultados, o BRASIL 🇧🇷 é o que menos apoia o modelo de TRABALHO de 4 DIAS por semana. Porém, ficou em primeiro lugar no apoio à JORNADA FLEXÍVEL.

👉🏻 A SEMANA ENCURTADA, adotada por algumas empresas em diversos países, encontra alguns obstáculos para ser implantada no Brasil: a legislação trabalhista e a questão da gestão e da produtividade foram alguns dos fatores apontados.

👆🏻 No entanto, segundo especialistas, o primeiro passo para a semana de quatro dias é a implementação do trabalho híbrido, com flexibilização da jornada e rodízio entre trabalho remoto e na empresa, o que já vem sendo adotado por algumas empresas por conta da pandemia.

⁉️ E você? O que prefere?

Futuro dos Negócios
Ler conteúdo completo
Indicados para você