[ editar artigo]

IA na Prática - Caso OLAY SKIN ADVISOR em Cuidados com a Pele

IA na Prática - Caso OLAY SKIN ADVISOR em Cuidados com a Pele

Dando sequência aos casos de uso da inteligência na prática, pelas empresas, apresento mais este caso de IA no setor de varejo especializado em cuidados com o corpo, em especial com a pele. 

A Olay é de longa data uma marca de cuidados com a pele. Vinte anos atrás, a Olay desenvolveu uma ferramenta de hardware para análise de pele chamada Visia Imaging System. Visia obteve imagens faciais controladas de usuários em diferentes condições de iluminação e rastreou as condições da pele, como rugas, poros e texturas. Dermatologistas levaram Visia em road shows para analisar como a pele dos clientes em comparação com outras de sua idade. Tais invenções permitiram à Olay coletar um enorme banco de dados proprietário de imagens de rosto e pele de uma ampla variedade de origens étnicas e demográficas.

Contexto e Problema

Normalmente, a publicidade de cosméticos visa atrair os consumidores com produtos que tratam de problemas (por exemplo, pele seca ou oleosa) ou que oferecem cores atraentes (sombras e batons). Os consumidores podem ir à farmácia para comprar o que acham que atenderá melhor às suas necessidades, mas 30% das vezes vão para casa de mãos vazias porque não têm certeza de quais produtos são adequados para eles. Ou, os consumidores podem ir a uma loja de departamentos sofisticada onde um consultor sugere cuidados com a pele ou produtos para criar um certo “look”. Isso não é apenas demorado, mas também desconfortável para muitas mulheres profissionais que não querem parecer se mimando em público. Um terceiro local é a venda direta por um representante, mas normalmente atinge uma fatia menor do mercado.

A Olay decidiu por alcançar mais consumidores e responder às suas necessidades de forma personalizada, através de selfies pessoais.

Solução Skin Advisor

O Skin Advisor da Olay depende do aprendizado de máquina. O cérebro de seu consultor é um “sistema de aprendizado supervisionado” que usa IA para fazer previsões sobre o envelhecimento e as necessidades de cuidados com a pele. À medida que cada pessoa envia uma “selfie”, esses dados permitem que o sistema se torne “mais inteligente” para usuários subsequentes e, idealmente, mais preciso em suas previsões de envelhecimento. À medida que os usuários confirmam sua idade real (supondo que eles digam a verdade), o sistema recebe feedback direto sobre o desempenho dele. O consumidor de beleza de hoje não precisa mais depender de suposições, pesquisas no Google e sorte para encontrar os produtos certos para suas necessidades pessoais. Com a promessa da IA, até mesmo decisões simples, como compras em farmácias, podem ser guiadas por milhares de pontos de dados e algoritmos inteligentes.

Referências

How Olay's AI-Powered Consultation Disrupts The Cosmetics Industry (Forbes)

How Olay uses deep learning to personalize skin care (VentureBeat)

Artigos relacionados

 

Futuro dos Negócios
Nei Grando
Nei Grando Seguir

Com um olhar no futuro, sou apaixonado por tecnologia e entusiasta de negócios. Mentor, palestrante, consultor, ... Tive duas empresas de TI, sou mestre em ciências (FEA-USP) com MBA (FGV), organizador e autor do livro Empreendedorismo Inovador.

Ler conteúdo completo
Indicados para você